1 Comment

  • Emília Amador says:

    Boa iniciativa, com sentido e oportunidade. A Universidade de Coimbra e Coimbra são marcas nacionais e do mundo que deviam ser mais difundidas nos mass media. Quem trabalha fora de Coimbra lê os jornais nacionais e depara-se com pouca divulgação de eventos com qualidade que ocorrem em Coimbra e que têm mais qualidade do que muitos que aparecem em páginas completas de um jornal. Não faz sentido e torna-se contraditório. O simbolismo e valor destas marcas (Coimbra e Universidade) deviam corresponder à maior divulgação nos mass media. Para um país em que se fala em cultura, a sua divulgação devia ser uma aposta. É que de notícias sem “sumo” e de autopromoções de localidades, já há muitas!!!! :> Num Festival também com qualidade que está a decorrer em Lisboa deparei-me com uma atuação em que se cantou “Coimbra” mas com outra letra: “Avril au Portugal”????!!!Por acaso houve reclamações em relação alguns aspetos organizativos mas também se verificaram comentários em relação à canção!Em 1947 Coimbra não divulgou internacionalmente como devia “Coimbra” e verificaram-se “aproveitamentos”, usando outras letras para a mesma música!!…conclui-se que Coimbra não se pode queixar!!!! :>

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.