Serviço Educativo

 


Antero de Quental

 

14 Julho, Sábado

10:30 – Parque Manuel Braga – junto ao busto de Antero de Quental (recepção aos viajantes)
Inscrições: festivaldasartes2018@gmail.com

Venda de Bilhetes na bilheteira do Festival das Artes até ao dia 12 de Julho 2018

Lotação Limitada a 40 viajantes; Custo: €15, Desempregados e < de 12 anos: €10

 

Chegada a Coimbra: 19h15

 

“Viagem Literária – Antero de Quental, entre Coimbra e Bussaco”

 

Esta viagem é uma rota temática centrada no escritor Antero de Quental que proporciona uma viagem literária através de um conjunto de diversas experiências e sensações num diálogo entre literatura, gastronomia, natureza e património.

 

Com a colaboração de Fila K Cineclube

 

+ Informação

 


17 Julho, 3.ª feira / 19 Julho, 5.ª feira

11:00 – Jardins da Quinta das Lágrimas
Duração: cerca de 1 hora; Lotação limitada, dos 3 aos 13 anos; Custo: € 2
Reservas e informações:
festivaldasartes2018@gmail.com  |  918 108 232

 

“Quem te ensinou a voar?”

 

Aprender a voar, a cantar, a nadar, a saltar, a correr, a dançar… para crescer tem que se aprender. Ensinar a crescer é ser amigo, é cuidar, é querer bem, é gostar de alguém; é dar asas às pernas, dar movimento às palavras.

 

Brincar com o inesperado, criativamente, é a proposta que apresentamos: um gato que ensina a voar, um canguru que ensina a dançar, uma galinha que ensina a cantar…

 

Animação multidisciplinar para a infância pela Camaleão, com concepção, direcção e animação de José Geraldo e Cláudia do Vale

 


20 Julho, 6.ª feira

11:00 – Jardins da Quinta das Lágrimas
Duração: cerca de 1 hora; Lotação limitada
Custo: € 15; Grátis para crianças, dos 5 aos 13 anos

 

“Receitas de Amor”

 

Entre os dedos e as mãos, criam-se receitas de amor que se oferecem para mais tarde lembrar.

 

Workshop de Gastronomia para pais e filhos com o Chef Vítor Dias e a sua equipa.

 


Atelier de música para bebés, "Na Descoberta dos Sons"

 

21 Julho, Sábado

10:30 – Edifício Quatro Elementos
Duração: 45 min.; Lotação limitada, dos 0 meses aos 2 anos;
Custo: € 5 (1 criança + 1 adulto)

 

11:30 – Edifício Quatro Elementos
Duração: 45 min.; Lotação limitada, dos 3 aos 5 anos;
Custo: € 5 (1 criança + 1 adulto)

 

“Na Descoberta dos Sons”

 

A aprendizagem auditiva, rítmica e musical, apoia-se no crescimento e na inteligência, desenvolvendo a associação de sensação de prazer e segurança. A música é também uma maneira única e poderosa para que as crianças criem vínculos com as suas raízes.

 

Atelier de Música orientado por Jorge Felício

 


21 Julho, Sábado

11:00 – Jardins da Quinta das Lágrimas
Duração: 2 horas; Lotação limitada
Público alvo: crianças e jovens; Custo: € 5

 

“Dançar a História – Era uma Vez D. Pedro e D. Inês”

 

Atelier de aproximação à Dança

 

“Dançar a História – Era uma vez D. Pedro e D. Inês” inicia o ciclo “Dançar a História”, tendo como objetivo primeiro abrir sensibilidade ao contacto e às experiências do âmbito artístico. Inspirados no bailado Murmúrios de Pedro e Inês, os pequenos grandes artistas serão encorajados a desenvolver a sua criatividade, através da exploração do movimento, da música e do espaço circundante, para que possam também eles ser protagonistas na História e nesta lenda tão especial e marcante do nosso Portugal.

 

Orientação Artística: Paulina Santos (bailarina solista da Companhia Nacional de Bailado)

 


Mário Cláudio

 

21 Julho, Sábado

16:00 – Casa da Escrita
Duração: 3 horas com intervalo; Lotação: 20 pessoas, sem limite de idade
Custo: € 15 e € 10 (estudantes)
Inscrições: casadaescrita@cm-coimbra.pt e festivaldasartes2018@gmail.com

 

“Amores e Desamores”

 

O amor atravessa-se como paisagem de sobressaltos, e não há história dele que admita a quietude. Amar e desamar, verso e reverso da mesma medalha, declinam outros, e inquietantes, sentimentos humaníssimos. O medo dialoga com a raiva, o ciúme alterna com o arrebatamento, e apenas o tédio se mantém imune à tensão esgotante. Como não ver assim na mecânica das letras, e quer nas lidas, quer nas escritas, um dos lugares privilegiados do jogo destas antíteses? Ainda quando se calam para sempre, amor e desamor largam o rasto inapagável, ora de flores iluminantes, ora de estrelas empalidecidas.

 

Workshop de escrita com o escritor Mário Cláudio